1 January 2019

CHICKPEA FLOUR


Maybe not the usual New Year's day type of post starting with a recipe for homemade chickpea flour but thinking of that maybe there is a relation since this year I plan to look better after myself, nourish myself in many ways, try more wholesome foods, learn and experiment more about what suits me, listen to myself and spend more time making things for me and my home. Activities that I enjoy but have neglected for so many years ... after all I have always been a maker of things.
So this morning while browsing Pinterest I came across this recipe for chickpea flour and I just thought how come I had never thought of this before. Chickpea flour is not easy to find and it is expensive over here, besides packed flour is not the same as freshly ground. So I gave it a try and it is so simple (despite noisy!) to make. There is the link above for the recipe but I also wrote it down below with a couple of added notes. I will try making all sorts of flours to replace the more conventional wheat flour.

And Happy New Year! Hope you have simple, achievable and rewarding plans for this year and that in a year's time you can feel you accomplished your goals.

Now for the chickpea flour you will need
Dried chickpeas
Good food processor
Fine mesh sieve
Large bowl
Coffee or spice grinder
Airtight container
How to Make 
Place the dried chickpeas in the food processor, working in batches if you are making a large quantity. Cover and process on high speed for two or three minutes until a powdery flour forms (note: this is a very noisy process and your food processor must be a good one to handle hard foods). Cover the top of the feed tube so that chickpea flour doesn't waft out while the machine is running. Sift the mixture through a fine mesh sieve into a large bowl to separate the fine flour from the hard bits of chickpeas that did not process. Use a spice or coffee grinder to process the remaining bits of chickpeas to a fine, powdery flour. Do this in batches of 1 or 2 tablespoons at a time. When all of the chickpeas have been ground into flour, sift again to remove and discard any remaining pieces of chickpeas that did not process. Store in an airtight container, label and date and keep it in a cool, dry place.

Talvez não seja propriamente o post usual para o dia de Ano Novo uma receita de como fazer farinha de grão mas talvez haja uma relação pois este ano tenho planos para cuidar melhor de mim, nutrir-me em muitos aspectos, experimentar receitas saudáveis, simples e reconfortantes, aprender mais e experimentar mais sobre como me sinto bem e dedicar mais tempo a fazer coisas para mim e para a minha casa. As coisas que sempre me deram prazer fazer e que descurei durante muitos anos ... afinal sempre fui uma pessoa de fazer coisas.
Assim esta manhã enquanto passeava pelo Pinterest descobri esta receita de como fazer farinha de grão e pensei como não me tinha lembrado disto antes. A farinha de grão nem sempre é fácil de arranjar e não é muito económica para além de que farinha empacotada não é a mesma coisa do que moída na altura. Assim experimentei e é super simples (apesar de ruidoso!) de fazer. Deixei o link para a receita aí em cima mas deixo a tradução em seguida com algumas notas extra. Vou experimentar fazer vários tipos de farinhas para substituir a clássica farinha de trigo.

E Feliz Ano Novo! Espero que seja um ano cheio de planos simples, realizáveis e recompensadores e que daqui a um ano se sintam realizados por terem atingido os objectivos.

Então para a farinha de grão precisa
Grão seco
Um processador de alimentos (eu não tenho e usei o clássico 1,2,3 que serviu perfeitamente)
Um passador de rede fina
Uma tigela grande
Um moínho de café
Um frasco que vede bem
Como fazer
Colocar o grão no processador (ou no 1,2,3) e triturar até obter farinha (este processo é barulhento e é necessário que o processador de alimentos seja apropriado para triturar coisas duras). Passar a farinha por um passador de rede fina para uma tigela. Os bocadinhos de grão que não foram triturados colocar no moínho de café e triturar até ficar em pó (é necessário fazer isto várias vezes). Passar a farinha toda mais uma vez pelo passador para retirar algum pedacinho que tenha ficado para trás. Guardar num frasco bem fechado,  etiquetar, datar e guardar num lugar fresco e seco.

No comments :